02 outubro 2005

La Traviata no Festival de Salzburgo 2005

No âmbito do Festival de Música de Salzburgo de 2005, foi apresentada a ópera La Traviata de G.Verdi, num total de 7 récitas, com encenação de Willy Decker e cenografia de Wolfgang Gussmann, tendo nos papéis principais Anna Netrebko (homepage de Anna Netrebko) como Violetta, Rolando Villazón como Alfredo e Thomas Hampson como Germont (no espectáculo do dia 16 de Agosto a ópera foi levada à cena com James Valenti no papel de Alfredo).

Como sempre, desligue o som do canto superior direito antes de carregar no botão play.


Parigi, o cara do 4º acto da ópera La Traviata de Verdi
Desde a entrada de Alfredo até ao beijo final, W.Decker soube jogar magnificamente na encenação deste dueto com a sensualidade da cantora Anna Netrebko.

Como poderão ver neste video, Wolfgang Gussmann concebeu um cenário despojado, quase isento de adereços, no qual se destaca ao fundo uma parede branca e um banco semicircular, disposto ao longo desta mesma parede. Toda a ópera decorre neste espaço, sendo apenas introduzidos, no início do 2ºacto, para marcar a mudança de local da acção vários sofás cobertos com panos floridos.
Uma das cenas mais espectaculares desta encenação tem lugar no final do 2ºacto. Trata-se da célebre cena na qual Alfredo, ferido pelo que julga ser a traição de Violetta, lhe atira uma bolsa com dinheiro para pagar os seus serviços e que aqui é representada pelos protagonistas deitados em cima de um mostrador de relógio gigante. Alfredo, em vez de atirar a tradicional bolsa, introduz à força notas na boca de Violetta.
Outra inovação desta encenação é a presença de uma figura quase estática, no espaço entre o banco e a parede, que simboliza a morte e que assume ao mesmo tempo o papel do Dr.Grenvil.
Os críticos Reinhard J. Brembeck do Süddeutsche Zeitung, Karl Harb do Salzburger Nachrichten e Manuel Brug do Die Welt foram unânimes em aplaudir este espectáculo. Contudo, trata-se certamente de uma versão polémica que, porventura, não agradará a todos os espectadores.
(CONTINUA PARA A PRÓXIMA SEMANA)

11 Comments:

Blogger lobices said...

...quando o singelo também pode ser belo...

3/10/05 15:38  
Blogger andorinha said...

Pamina e Viktor,
Gostei. Concordo com o Lobices.
Beijinho.:)

3/10/05 19:40  
Blogger Pamina said...

Lobices e Andorinha,

Obrigada pela visita.
Sou da mesma opinião e acho este momento muito bonito.
Beijinhos para vocês.

3/10/05 22:32  
Blogger Amélia said...

...mas como eu gosto de vir aqui...Um beijo por tudo o que vou aprendendo e ouvindo.

4/10/05 08:51  
Anonymous Mi said...

Olá Pamina e Viktor

Muito bonito, sim :) e parece que "La Traviata" se dá muito bem com as versões polémicas desde o início , não é?

4/10/05 13:08  
Blogger viktor said...

Olá Amélia,
Um abraço.

Olá Mi,
Obrigado pelo link.
De facto, La Traviata continua a ser um dos maiores desafios para um encenador. Desde a versão da estreia, encenada à época de Luís XIV, até esta proposta quase sem cenário já houve de tudo.
Um abraço.

4/10/05 22:22  
Blogger Elvira Bill said...

Levou um bocadinho de tempo, mas valeu a pena ver e ouvir.
Obrigada!

5/10/05 22:32  
Blogger Mitsou said...

Hoje parece que vou conseguir comentar (tentei anteontem mas o Blogger devia estar em manutenção).
Adorei, meus lindos!
Beijos de fugida, querida colega que tão bem me entende :)

5/10/05 23:13  
Blogger Lmatta said...

Vai na dela que qualquer dia te lixas mas lixas a serio
nunca vi pessoa pior que ela mente com quantos destes tem

7/10/05 22:31  
Blogger wind said...

Belíssimo:) beijos

8/10/05 08:07  
Blogger Blue C. said...

Qua aqui em casa nao coneguia ouvir, já eu sabia. O estranho é tbm não conseguir no escritorio...Beijinhos aos dois.

8/10/05 19:58  

Enviar um comentário

<< Home