05 Abril 2007

A Criação de Haydn



A CRIAÇÃO, DE HAYDN

Felizes estes homens que podiam escrever da Criação,
confiadamente compor-por mais dores que sofressem
enquanto humanos e como seres viventes-
tão jubilantes cânticos do criar do Mundo.

Era belo, era bom, era perfeito o Mundo.
É certo que o cantavam quando apenas criado,
e o par humano pisava sem pecado
o jardim paradisíaco.

Nós nem mesmo em momentos únicos,
raríssimos, epifânicos
-e não só por não crermos no pecado-,
não podemos.

Jorge de Sena
Londres, 8/3/1973



Coro Vollendet ist das grosse Werk
(A grande obra está terminada),
da 2ª parte da obra A Criação de Joseph Haydn -
int. da Orquestra Filarmónica de Viena
dirigida pelo Maestro Riccardo Muti


Têm estado a ouvir um dos coros da Oratória A Criação de Joseph Haydn, uma peça que se inclui na última fase da obra deste compositor. A estreia, para o grande público, teve lugar a 19 de Março de 1799, no Burgtheater de Viena, tendo a orquestra sido dirigida pelo próprio Haydn.
A Criação é composta por 3 partes. A primeira delas inicia-se com um prólogo intitulado Die Vorstellung des Chaos (A Representação do Caos). Seguidamente, o anjo Gabriel anuncia o primeiro dia da criação, no qual surgiu a luz. Acompanhando o texto, a orquestra e o coro interpretam uma indrodução lenta que, ao chegar à palavra Licht (Luz), subitamente se transforma numa radiosa e forte cadência. Esta parte termina com um célebre e poderoso coro Die Himmel erzählen die Ehre Gottes (Os céus contam a glória de Deus) que integra uma fuga, tal como é hábito no período clássico.
A segunda parte descreve os quinto e sexto dias, nos quais foram criados os animais e o homem. Mais uma vez a música acompanha a acção, podendo-se assim ouvir vários animais, como pássaros, peixes, um leão, um cavalo, vacas, ovelhas e até uma minhoca rastejando na terra.
Na terceira parte, a acção decorre no Paraíso, onde Adão e Eva interpretam um dueto amoroso Holde Gattin, dir zur Seite (Adorável esposa, a teu lado), com influências operáticas. Esta terceira parte e a peça terminam com o Coro Singt dem Herren alle Stimmen! (Que todas as vozes cantem ao Senhor!) que poderão ver abaixo. Este coro inicia-se com uma introdução lenta e prossegue com uma fuga dupla, acabando de modo grandioso.


Para visualizar este vídeo, deverá utilizar o Internet Explorer e ter o Windows Media Player versão 9 (ou superior) instalado.






Coro final Singt dem Herren alle Stimmen!

A Criação conheceu um grande sucesso, ainda em vida do compositor, tendo sido nessa altura apresentada nos principais países europeus e nos EUA. Actualmente, continua a ser considerada uma das obras corais sinfónicas mais importantes.

08 Janeiro 2007

Dança conosco? :)





Ohne Bremse - Eduard Strauss

Como é costume desde 1939, realizou-se no dia 1 de Janeiro de 2007 o célebre Concerto de Ano Novo da Orquestra Filarmónica de Viena na Sala Dourada da Musikverein, como sempre, magnificamente decorada com flores oferecidas pela cidade de San Remo.
Como também é habitual, a orquestra, dirigida pelo maestro Zubin Mehta, executou valsas, polkas e marchas de Johann Strauss II, de seu pai Johann Strauss I e dos seus irmãos Josef e Eduard. É justamente deste último, e menos conhecido compositor desta célebre famíllia de músicos, que estão a ouvir a polka Ohne Bremse. O concerto terminou, como manda a tradição, com a conhecida marcha Radetzky.
Poderão ver a seguir a valsa Danúbio Azul, também uma peça obrigatória nestes concertos de Ano Novo, dançada pelos bailarinos da Staatsoper e da Volksoper de Viena e filmada nos salões do Palácio de Schönbrunn.
Assim, juntando-nos aos músicos e ao maestro, dizemos a todos: Prosit Neujahr!

Para visualizar este vídeo, deverá utilizar o Internet Explorer e ter o Windows Media Player versão 9 (ou superior) instalado.





Valsa Danúbio Azul - Johann Strauss II
Orquestra Filarmónica de Viena - Maestro Zubin Mehta
Bailarinos da Staatsoper e da Volksoper de Viena


Por motivos profissionais, somos forçados a fazer uma pequena pausa no BonaMusica. Não é o fim do blog e tentaremos, caso tenhamos oportunidade, colocar novos posts de vez em quando. Agradecemos a todos que passaram por aqui as vossas visitas e amáveis palavras de encorajamento.


Até à próxima :)

27 Dezembro 2006

O Natal não é só um dia :))))


12 days of Christmas - Swingle Singers



25 de Dezembro
On the first day of Christmas, my true love sent to me
a partridge in a pear tree


26 de Dezembro
On the second day of Christmas, my true love sent to me
two turtle doves


27 de Dezembro
On the third day of Christmas, my true love sent to me
three french hens



28 de Dezembro
On the fourth day of Christmas, my true love sent to me
four calling birds



29 de Dezembro
On the fifth day of Christmas, my true love sent to me
five gold rings



30 de Dezembro
On the sixth day of Christmas, my true love sent to me
six geese a-laying


31 de Dezembro
On the seventh day of Christmas, my true love sent to me
seven swans a-swimming

Boa passagem de Ano!



1 de Janeiro
On the eighth day of Christmas, my true love sent to me
eight maids a-milking

Feliz 2007!



2 de Janeiro
On the ninth day of Christmas, my true love sent to me
nine ladies dancing


3 de Janeiro
On the tenth day of Christmas, my true love sent to me
ten lords a-leaping


4 de Janeiro
On the eleventh day of Christmas, my true love sent to me
eleven pipers piping



5 de Janeiro
On the twelfth day of Christmas, my true love sent to me
twelve drummers drumming



Para mais informação sobre este período, entre a noite do dia 25 de Dezembro e a manhã do dia 6 de Janeiro, clique aqui.