09 outubro 2005

La Traviata: Continuação

Tal como prometido na semana passada, vamos apresentar-vos mais alguns minutos da Traviata na encenação de Willy Decker. Desta vez, poderão ver o final do último acto, desde a entrada da personagem Germont (pai de Alfredo), interpretada pelo barítono Thomas Hampson, até à morte de Violetta.
Como sempre, desligue o som do canto superior direito antes de carregar no botão play.
Para uma visualização correcta dos videos desta página deverá ter instalado o Windows Media Player versão 10.
Se não conseguir visualizar os videos, por favor, tente carregar várias vezes no botão play. Se não resultar, envie-nos um e-mail.


Final do 4º acto da ópera La Traviata de Verdi
Seguidamente, apresentamos ainda algumas imagens dos ensaios, onde é bem visível a cumplicidade que se gerou entre os dois protagonistas. Poderão também ver o já referido mostrador de relógio gigante, sobre o qual Anna Netrebko e Rolando Villazón interpretam parte da cena XIV do final do 2ºActo.


Excertos dos ensaios
A propósito de outras encenações desta ópera, gostariamos de lembrar o famoso espectáculo apresentado em 1958 no Teatro Nacional de S.Carlos com Maria Callas e um muito jovem Afredo Krauss, cujo programa aqui reproduzimos:

Clique na imagem para ampliar

Referimos ainda a encenação de Franco Zeffirelli, também com Maria Callas, que inaugurou o Dallas Civic Opera na temporada de 1957/58 e ainda o filme realizado pelo mesmo Zeffirelli, com Teresa Stratas no papel de Violetta e Plácido Domingo como Alfredo. Trata-se de uma encenação completamente oposta, com cenários e guarda-roupa opulentos e à época, dos quais as imagens abaixo vos poderão dar uma ideia.

11 Comments:

Blogger JMTeles da Silva said...

Adoro este blog! Obrigado

10/10/05 16:03  
Blogger wind said...

Belo post! Aqui faz-se cultura:) beijos

10/10/05 22:49  
Blogger TMara said...

obrigada pelo excelente momento k este vídeo me proporcionou.Bjs e ;)

12/10/05 07:57  
Blogger Mitsou said...

Estou como o meu amigo Zé Maria: Adoro este blog! Obrigada.

Beijinhos muitos.

12/10/05 19:56  
Blogger perola&granito said...

Ja foste espreitar o nosso Leilão on-line? A iniciativa começou hoje. Esperemos que gostes.

Beijinhos

12/10/05 23:06  
Blogger viktor said...

Obrigado pelas visitas.
De facto trata-se de uma encenação muito interessante desta ópera e com intérpretes que aliam à qualidade vocal uma forte competência teatral.

Um abraço.

15/10/05 00:03  
Anonymous Anónimo said...

“E agora na Lua-Nova
Da negra Esquerda sem fim
Quitéria aparece
A ensinar o caminho!”

Ratinho Blanco in “Poema à candidata Barbuda”

"Eu quero amar, amar, amar perdidamente!
Amar este Paço Arquiano e não aquele Comuna, o outro Patriota e toda a gente honesta do outro lado...
Amar! Amar! E não amar os Comunas..."

Quitéria Barbuda in "Poemas Patriótas", Revista "Espírito", nº 20, 2005.

www.riapa.pt.to

15/10/05 18:07  
Blogger Henrique Doria said...

O Zefirelli é um medíocre realizador e encenador, em meu entender. Salvava-se a boa escolha de vozes. Beijos.

16/10/05 22:00  
Blogger Menina_marota said...

Fantástico!! E assino por baixo: Adoro este Blog

Um abraço e boa semana :)

17/10/05 16:52  
Blogger stillforty said...

Eu i a Traviata com a Callas e o Alfred Krause. Era miúda, nem sabia que era a Callas.
Obrigada por toda a informação aqui dada!

20/10/05 20:24  
Blogger stillforty said...

Tive de voltar: a minha tia tinha a mania de escrever nos libretos das óperas, penso que é o caso do libreto (ou programa) que apresentam.

Amazing! Eu até em revistas escrevo, principalmente em longas viagens de avião, e nos livros faço o mesmo, os livros do Saramago estão todos com escritos meus.

20/10/05 20:29  

Enviar um comentário

<< Home