19 junho 2005

A Fuga ou O Regresso da Teoria Pura e Dura - Parte II (The Sequel)

Na sequência do post anterior, vamos prosseguir a nossa análise da peça Sicut locutus est. Já nos tinhamos debruçado sobre a Exposição (do início a 0:30) e agora, tal como prometido, iremos abordar o Desenvolvimento (de 0:30 a 1:06) e a Re-Exposição (de 1:06 até ao final).

Desenvolvimento:
Acabada a Exposição, começa o que se denomina por Desenvolvimento e que é normalmente constituído por Episódios intercalados por Entradas Intermédias. Nesta peça, o Desenvolvimento não se inicia com um Episódio, mas encontramos primeiro uma Entrada Intermédia e seguidamente um Episódio.
Entrada Intermédia:
Esta parte é caracterizada pela existência de entradas de tema e contratema por outra ordem que a da Exposição.
Nº de vozes: 2 a 5 (ver gráfico)
Episódio:
O Episódio desta fuga basea-se no início do contratema (cabeça do contratema) que corresponde ao texto "Abraham et semini ejus". Esta cabeça do contratema é cantada em todas as vozes simultaneamente e em vários tons, criando modulações (mudanças de tom). No final do episódio, algumas vozes cantam partes livres, com o texto "in secula", preparando o início da Re-Exposição.
Nº de vozes: 5 (ver gráfico)

Re-Exposição:
Nesta fuga a Re-Exposição inicia-se com os baixos, que cantam a resposta, acompanhados pelos contraltos que cantam o contratema. Seguidamente, os baixos cantam um contratema alterado (um pouco mais longo), enquanto as restantes vozes cantam a cabeça do contratema, levando-nos à cadência final.
Nº de vozes: 3 a 5 (ver gráfico)

Gráfico:

Para ampliar este gráfico, clique aqui

Decidimos colocar aqui outra interpretação desta peça, que entretanto obtivémos, pois achamo-la também muito interessante. Nesta versão, o coro tem menos elementos, tornando-se assim mais perceptível o percurso de cada voz.

Cedido pela Mi

8 Comments:

Blogger MJM said...

Que maravilha!
Nem calculam o que para mim significa ter-vos encontrado.
As saudades que eu tenho do meu José Robert e dos agudos q perdi.
Ter-vos achado, foi um achado.
Que lindos posts!
Bravo e de pé

20/6/05 02:26  
Blogger Mitsou said...

O tema é a Fuga mas não dá vontade de fugir daqui. Antes pelo contrário, os ensinamentos e a simpatia dos anfitriões/professores prendem-nos deleitosamente. Beijinhos grandes!

20/6/05 20:47  
Blogger Ni said...

Obrigada pelos Parabéns!Gosto muito da Sicut locutus est,costumava ouvi-la, interpretada por um coro de Alcobaça(de Profs.)superiormente dirigidos pelo meu amigo "maestro" Gaspar Vaz.Beijinhos para os dois.

22/6/05 14:53  
Anonymous Mi said...

Assim tão bem explicada e com esse excelente gráfico... até parece fácil :)
E seguir a partitura também ajuda.

22/6/05 19:09  
Blogger PortoCroft said...

Pamina e Viktor,

Até parece fácil.;)

Uma vez mais, obrigado pelos vossos artigos. Ainda que nem sempre comente, porque pouco iria acrescentar ao que outras pessoas já escreveram e com muitas mais bases sobre musica do que eu, creiam-me um vosso visitante assíduo.

Keep up the good work!

22/6/05 21:30  
Blogger Pamina said...

Obrigada a todos pelos vossos comentários e Mi obrigada também pela link.
Preparem-se para uma brincadeirinha de S.João.

Um abraço

22/6/05 23:20  
Blogger Mitsou said...

Tentarei participar na brincadeira de S. João já que não posso ir ao Porto...Mas informo, também, que andarei arredada por uns tempos. Beijinho grande para os dois!

23/6/05 01:25  
Blogger AA said...

Muito bem! Mais!

Uma fuga diferente aqui (mas uma fuga à mesma)!

27/6/05 02:03  

Enviar um comentário

<< Home